Cftv

cftv2

CFTV

Circuito Fechado de Televisão (CFTV) significa sistema que utiliza um conjunto de vídeo câmeras para transmitir sinal para um conjunto específico e limitado de monitores. CFTV é normalmente utilizado para fins de segurança em locais tais como lojas, residências, instalações remotas de telecomunicações, bancos, etc.

Os Sistemas de CFTV são também, agora, utilizados de uma forma bastante extensiva em vias públicas, não só para fins de segurança pessoal dos transeuntes, mas também para controle do tráfego de veículos. É possível também a utilização de CFTV para ajudar no controle de processos em instalações industriais assim como para avaliações mercadológicas em lojas comerciais.

Uma câmera de vídeo, responsável pela captura da imagem, é constituída de uma lente, que funciona de forma análoga ao olho de um animal. Ela coleta a imagem refletida em um objeto por uma luz incidente, e a transfere a um dispositivo eletrônico que transforma este sinal luminoso em um sinal elétrico. O sinal elétrico no qual é transformada a imagem é naturalmente analógico, podendo ser digitalizado tanto externamente quanto internamente à câmera.

As câmeras de CFTV podem ser classificadas por diversas características, sendo as mais importantes:

  • Tamanho: Temos as câmeras, também muitas vezes denominadas de câmeras fixas de tamanho normal, e as micro-câmeras, cujo tamanho se aproxima do de uma caixa de fósforos.
  • Movimento: As câmeras e as micro-câmeras não dispõem de movimento, isto é, são reguladas para apresentar o tempo todo a imagem para a qual elas foram programadas na sua fixação física. Temos também as câmeras que se movimentam, também denominadas câmeras PTZ (pan-tilt-zoom) ou speed dome.
  • Sensor de imagem: Existem diversos sistemas disponíveis para serem utilizados como sensores de imagem nas câmeras de CFTV, porém hoje em dia quase todas as câmeras utilizam o CCD (charge coupled device). O CCD é um dispositivo de baixo consumo de energia que digitaliza a imagem no interior da câmera. As câmeras normalmente são classificadas pelo tamanho do CCD que utilizam, sendo os modelos mais comuns os de 1/3 e 1/4 de CCD, podendo ainda ser maiores ou menores. Quanto maior o CCD, maior a qualidade de imagem a câmera apresentará.
  • Resolução: A especificação de resolução é expressa pela quantidade de linhas do circuito de varredura horizontal a câmera possui. Quanto maior a quantidade de linhas melhor é a resolução. Nos modelos mais comuns a resolução varia entre 300 e 520 linhas.
  • Sensibilidade: A sensibilidade de uma câmera é expressa pela quantidade de iluminação mínima, expressa na unidade “Lux” que é necessária para a captura da imagem. Quanto menor for a quantidade de Lux que uma câmera exige, maior será a sua sensibilidade.
  • Lente: As micro-câmeras em geral são fornecidas com uma lente pré-determinada, em geral de 3,6mm. As câmeras e alguns tipos de micro-câmeras podem ter a lente especificada dentro de um range bem largo, de acordo com o objetivo que se deseja da imagem, isto é, uma imagem mais próxima para identificação facial, por exemplo, ou uma imagem panorâmica. As lentes variam entre 1,4mm para imagens mais panorâmicas e até acima de 100 mm para imagens bem próximas.

cameras

O sinal da imagem a ser transmitida pode ser analógico ou digital, e esta transmissão pode ser feita através de:

  • Condutores elétricos físicos, como o cabo coaxial ou o cabo UTP;
  • Fibra óptica;
  • Rádio (wireless);
  • Redes LAN ou WAN;
  • Intranet ou Internet.
Monitoração das Imagens

Um sistema de CFTV existe pela finalidade de se gravar imagens e de monitorá-las em tempo real. A monitoração das imagens pode ser feita in loco, isto é, no próprio site onde as imagens estão sendo geradas, ou em um local distante, onde podem estar concentradas imagens de diversos sites.

Entre em contato conosco para maiores informações sobre projetos e orçamentos.

 


Morena Informática - Praticidade e Tecnologia ao seu Alcance.